Dicas para um digital bem feito

smart

Por: Josie Moraes

 

Não tem mais jeito. O digital já é presente (não é mais futuro tá?) e metade do Brasil está conectado, imagina só, a média que o brasileiro gasta na internet pelo smatphone é de 3h14 segundo pesquisa da associação de marketing móvel MMA realizada pela Millward Brown Brasil e NetQuest. Se formos olhar para a geração millenials, a média é de 4h

Matéria da Exame ainda destaca: atividades como fazer chamadas (89%), navegar na Internet (87%), acessar emails (85%) e mecanismos de buscas (71%). A pesquisa foi realizada com 1,2 mil pessoas de 14 a 55 anos.

Para empresas e marcas, ficar de fora e não ter uma verdadeira presença no digital é perder diversas oportunidades de relacionamento e de negócios. Afinal, quem procura acha… e pode estar achando seu concorrente em vez de sua empresa.

A grande questão do digital é como estar presente, como ser relevante e o que as empresas precisam saber para não serem só mais uma, para realmente terem resultados efetivos com essa demanda. Precisa fazer direitinho e para isso valem algumas dicas.

Por onde começar

 Post de Facebook, site, blog, conteúdo, mídia. Tudo isso é tático, ou seja, é como uma empresa pode fazer para estar no digital. O que acontece é que muitas empresas começam por “preciso ter um Facebook”. A pergunta é: mas qual o objetivo estratégico nisso? Para responder à esta pergunta um bom planejamento (não só de conteúdo) é muito importante. É primordial também saber qual o público e qual match ele tem com seu produto e serviço e como se comporta no digital em buscas, compras e interação nas redes sociais.

Ter estratégia é realmente o primeiro passo para tentar errar menos e não gastar energia à toa. As tecnologias estão aí a nosso dispor, porém, são pessoas atrás de telas e precisamos ter isso em mente. O foco é o consumidor, estamos sempre ouvindo isso em todas as palestras de inovação, empreendedorismo ou digital.

Gaste tempo com o pensar, entender, conhecer, ouvir, depois coloque o plano em prática.

marketing-digital-por-onde-comecar

Primeiro ponto crucial: o investimento

 Digital não é de graça. A partir do momento que você faz um post ou elabora um site, terão custos envolvidos. Hoje existem plataformas bem baratas (ou até de graça) para criar sites, por exemplo, mas não se esqueça que tempo também é dinheiro. Cada vez que alguém pensa ou posta uma divulgação, está gastando horas, isso tem valor, certo?

Não adianta querer bombar, vender e aparecer com a conta mágica de investimento nenhum.

A conta do ROI é simples

ROI = (Receita – Custo / Custo) X 100

Se tentarmos dividir qualquer número pelo custo zero sabe qual resultado teremos?

Inexistente, porque qualquer divisão por zero na matemática é um cálculo errado. Pode tentar fazer essa conta numa calculadora, em algumas aparece até a palavra ‘erro’.

Portanto, querer receita sem investimento nenhum é igual esperar um milagre. Negócios não vivem de milagre, vivem de estratégia, foco e muito trabalho.

Ah o amadorismo!

 

Engajamento

Digital requer conhecimento, prática e embasamento. É muito comum empresas não apostarem em agências e em profissionais qualificados. Tudo bem, entendo que nem sempre existe a tal verba gorda, mas na maioria dos casos o que acontece é a frustração rápida. Vejo muitas empresas fazendo o site com alguém que não tem tanto conhecimento, daí não tem Google Analytics na proposta ou então a construção e desenvolvimento são péssimas para a indexação em buscadores.

É o famoso barato saindo caro. Eu costumo dizer que se é para brincar, precisa brincar direito no digital. Confie mesmo em gente com experiência, engajada no projeto e que você possa confiar a alma da sua empresa e qualquer investimento que seja. Posso garantir que vai valer a pena.

Números importam

 O dinamismo de ações digitais é muito alto, por isso, é comum oportunidades passarem sem nos darmos conta. Às vezes um post dá muito certo e quando vamos ver o timing de patrocinar, por exemplo, já passou. Ficar de olho nos números e resultados requer horinhas do dia de alguém estratégico. Também ficar olhando de cinco em cinco minutos uma campanha no ar não é indicado porque é preciso de um tempo para ter amostras de resultados. A dica que dou para não se perder é tentar separar, no mundão de dados mensuráveis que o digital oferece, o que é urgente, o que é prioridade e o que é importante apenas. Após definir pontos estratégicos do projeto como um todo e por canais pense:

– Eleja três dados que precisa ver todo dia.

– Eleja três dados que precisa checar toda semana.

– Conjunto de dados para ver mensalmente

Boa sorte e bons negócios!

 

 

WhatsApp: (11) 99004-3912

Tels: (11) 2384-1445 / 1446

E-mail: agencia@recriativi.com.br

Site: www.recriativi.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *