O que é conteúdo evergreen?

O que é conteúdo evergreen?

Por: Larissa Poma

Pode ser que você não esteja “ligando o nome à pessoa”, mas com certeza você sabe o que é conteúdo evergreen. Já até falamos sobre ele rapidamente em nosso artigo sobre marketing digital no Facebook, e agora vamos aprofundar um pouco mais este assunto.

Sabe aquele caderno de receitas amarelado que sua mãe guarda como se fosse um tesouro? Está cheio de conteúdo evergreen, incluindo aquela receita de bolo de fubá da sua avó.

Com isso, queremos dizer que se trata de um conteúdo que não envelhece e continua sendo relevante durante muito tempo. É também o tipo de conteúdo que normalmente procuramos para aprender alguma coisa.

Quando se fala em marketing de conteúdo, além dos conteúdos evergreen, destacam-se ainda os conteúdos noticiosos, que tratam de temas atuais, trazendo novidades do mercado e notícias de diferentes contextos.

Em nosso blog, tentamos mesclar esses dois tipos, pois uma de nossas estratégias de marketing de conteúdo é fazer com que nosso público tenha um conhecimento prático e fique sempre por dentro das novidades do marketing digital.

O artigo que você está lendo neste exato momento é um conteúdo evergreen, diferentemente do que publicamos, no mês de junho, sobre tendências de marketing digital para planejar 2018.

Você sabe quais são as vantagens de investir em conteúdo evergreen?

Falamos um pouco sobre elas nos tópicos a seguir, mas não temos a pretensão de listar todas. Afinal, as vantagens são muitas e devem ser consideradas de acordo com a característica de cada negócio.

1. Conteúdo evergreen não tem prazo de validade
Esta é a principal vantagem de apostar em conteúdos evergreen em seu blog, site e nas redes sociais. Você escreve um artigo hoje e, daqui a dois anos, seu conteúdo ainda será relevante.

São exemplos desse tipo de conteúdo os glossários com termos específicos de determinada área, vídeos que ensinam alguma coisa, guias para iniciantes em qualquer assunto etc.

2. Sua marca se torna referência
Já não é mais novidade que o conteúdo ajuda, e muito, a construir autoridade na Internet. Compartilhar conhecimento sem prazo de validade, como é o caso do conteúdo evergreen, é fundamental para conquistar a confiança do público.

Ao longo do tempo, a tendência é que as pessoas associem os conteúdos importantes e relevantes de sua área à sua marca e/ou empresa. Dessa forma, você constrói autoridade e se torna referência em seu segmento, atraindo mais clientes e aumentando suas vendas.

3. Conteúdo evergreen gera mais tráfego
Por não terem prazo de validade, os conteúdos evergreen continuam relevantes por mais tempo, o que faz com que as pessoas não parem de procurar por eles.

Dessa forma, um artigo do tipo “Como criar uma lista de e-mail do zero” acaba sendo exibido muitas vezes nos resultados de busca do Google e gerando mais tráfego por muito tempo.

4. Aumentam suas chances de ganhar links
A quantidade de links apontando para sua página é um dos principais elementos para SEO e um importante critério utilizado pelo Google para mensurar a autoridade das marcas na Internet.

Como o conteúdo evergreen permanece relevante no longo prazo, pode ser que outras páginas queiram usar seu conteúdo como referência e, com isso, você ganha mais links.

5. Você conquista audiência nas redes sociais
Alguns conteúdos evergreen como guias práticos, listas e checklists podem ser reaproveitados muitas vezes em seus posts.
Vamos supor que você tenha criado um e-book do tipo “10 tipos de conteúdo evergreen para construir audiência nas redes sociais”.

Você pode dividir este conteúdo em 10 posts diferentes, apresentando um tipo de cada vez e, ao final de cada post, deixar o link para que a pessoa baixe o e-book completo.

Assim, você entrega conteúdo de qualidade por mais tempo, atrai potenciais clientes para sua base, e seu material continua em evidência.

Comece por estes 4 tipos de conteúdo evergreen e veja os primeiros resultados

Ao longo deste artigo, citamos alguns tipos de conteúdo evergreen, mas para não deixar dúvidas, vamos dar mais detalhes sobre eles.

1. Glossário
Glossário nada mais é do que uma lista de termos de uma determinada área com os respectivos significados.

Se o seu negócio é um escritório de advocacia, por exemplo, vale a pena criar uma lista de termos jurídicos que as pessoas ouvem com frequência, mas não têm a menor ideia do que significam.

É o que fazem nossas clientes e sócias da Bulcão & Zeferino Sociedade de Advogados, que usam seus posts no Facebook para explicar termos jurídicos, muitas vezes, estranhos para sua audiência.

Dessa forma, elas entregam conteúdo útil, que está sempre atual, e demonstram sua preocupação em se aproximar do seu público.

2. Checklist
Esta palavrinha em inglês significa lista de verificações. Como o próprio nome já diz, serve para você checar se fez tudo o que deveria fazer.

Em marketing de conteúdo, trata-se de um artigo que apresenta um roteiro, um passo a passo. Um exemplo desse tipo de conteúdo evergreen seria algo como “10 passos para escrever um e-book de qualidade”.

3. Dicas de livros
Você já deve ter lido algum conteúdo com dicas de livros relacionados a um nicho específico de mercado. Em algumas áreas ou atividades, é possível também elaborar lista de filmes, vídeos etc.

Este é um tipo de conteúdo que gera muitas buscas e compartilhamentos. Além de elaborar a lista, não se esqueça de dar sua opinião como leitor e classificar os títulos de acordo com sua avaliação.

4. Guia para iniciantes
Ninguém nasce especialista em nenhum assunto, certo? Portanto, todo mundo já foi, é ou ainda será iniciante em determinada área do conhecimento.

Criar guias básicos com o objetivo de esclarecer as pessoas em temas específicos também é uma ótima maneira de elaborar conteúdo evergreen.

Conteúdos evergreen devem estar sempre atualizados

Embora este tipo de conteúdo tenha um prazo de validade maior do que os conteúdos noticiosos, pode ser que seus artigos e posts precisem de atualização de vez em quando.

Sempre aparecem novos livros que podem ser acrescentados à sua lista e termos que começam a ser utilizados em determinada área. Além disso, você pode descobrir, ao longo do tempo, que adequar a linguagem de um artigo pode ajudar a gerar mais engajamento, e assim por diante.

Essa atualização é importante não somente para mostrar para sua audiência que você está sempre atento às mudanças, mas também para melhorar o ranqueamento no SEO.

BÔNUS – Dicas de títulos para conteúdos evergreen
Independentemente da sua área de atuação e do conteúdo que vai produzir, lembre-se de usar títulos que lhe garantam visibilidade no Google e que chamem a atenção de sua audiência.

Confira essas dicas de títulos e adapte-os para os seus conteúdos evergreen:
– Como fazer/criar/produzir…
– Tudo o que você precisa saber sobre…
– Guia prático para…
– Aprenda a fazer… em 3 passos
– 10 dicas para…
– O que é…
– Por que investir em…

Agora conte pra gente como tem sido sua experiência com criação de conteúdo. Tem usado mais conteúdos evergreen ou noticiosos?

Por: Larissa Poma

Pode ser que você não esteja “ligando o nome à pessoa”, mas com certeza você sabe o que é conteúdo evergreen. Já até falamos sobre ele rapidamente em nosso artigo sobre marketing digital no Facebook, e agora vamos aprofundar um pouco mais este assunto.

Sabe aquele caderno de receitas amarelado que sua mãe guarda como se fosse um tesouro? Está cheio de conteúdo evergreen, incluindo aquela receita de bolo de fubá da sua avó.

Com isso, queremos dizer que se trata de um conteúdo que não envelhece e continua sendo relevante durante muito tempo. É também o tipo de conteúdo que normalmente procuramos para aprender alguma coisa.

Quando se fala em marketing de conteúdo, além dos conteúdos evergreen, destacam-se ainda os conteúdos noticiosos, que tratam de temas atuais, trazendo novidades do mercado e notícias de diferentes contextos.

Em nosso blog, tentamos mesclar esses dois tipos, pois uma de nossas estratégias de marketing de conteúdo é fazer com que nosso público tenha um conhecimento prático e fique sempre por dentro das novidades do marketing digital.

O artigo que você está lendo neste exato momento é um conteúdo evergreen, diferentemente do que publicamos, no mês de junho, sobre tendências de marketing digital para planejar 2018.

Você sabe quais são as vantagens de investir em conteúdo evergreen?

Falamos um pouco sobre elas nos tópicos a seguir, mas não temos a pretensão de listar todas. Afinal, as vantagens são muitas e devem ser consideradas de acordo com a característica de cada negócio.

1. Conteúdo evergreen não tem prazo de validade
Esta é a principal vantagem de apostar em conteúdos evergreen em seu blog, site e nas redes sociais. Você escreve um artigo hoje e, daqui a dois anos, seu conteúdo ainda será relevante.

São exemplos desse tipo de conteúdo os glossários com termos específicos de determinada área, vídeos que ensinam alguma coisa, guias para iniciantes em qualquer assunto etc.

2. Sua marca se torna referência
Já não é mais novidade que o conteúdo ajuda, e muito, a construir autoridade na Internet. Compartilhar conhecimento sem prazo de validade, como é o caso do conteúdo evergreen, é fundamental para conquistar a confiança do público.

Ao longo do tempo, a tendência é que as pessoas associem os conteúdos importantes e relevantes de sua área à sua marca e/ou empresa. Dessa forma, você constrói autoridade e se torna referência em seu segmento, atraindo mais clientes e aumentando suas vendas.

3. Conteúdo evergreen gera mais tráfego
Por não terem prazo de validade, os conteúdos evergreen continuam relevantes por mais tempo, o que faz com que as pessoas não parem de procurar por eles.

Dessa forma, um artigo do tipo “Como criar uma lista de e-mail do zero” acaba sendo exibido muitas vezes nos resultados de busca do Google e gerando mais tráfego por muito tempo.

4. Aumentam suas chances de ganhar links
A quantidade de links apontando para sua página é um dos principais elementos para SEO e um importante critério utilizado pelo Google para mensurar a autoridade das marcas na Internet.

Como o conteúdo evergreen permanece relevante no longo prazo, pode ser que outras páginas queiram usar seu conteúdo como referência e, com isso, você ganha mais links.

5. Você conquista audiência nas redes sociais
Alguns conteúdos evergreen como guias práticos, listas e checklists podem ser reaproveitados muitas vezes em seus posts.
Vamos supor que você tenha criado um e-book do tipo “10 tipos de conteúdo evergreen para construir audiência nas redes sociais”.

Você pode dividir este conteúdo em 10 posts diferentes, apresentando um tipo de cada vez e, ao final de cada post, deixar o link para que a pessoa baixe o e-book completo.

Assim, você entrega conteúdo de qualidade por mais tempo, atrai potenciais clientes para sua base, e seu material continua em evidência.

Comece por estes 4 tipos de conteúdo evergreen e veja os primeiros resultados

Ao longo deste artigo, citamos alguns tipos de conteúdo evergreen, mas para não deixar dúvidas, vamos dar mais detalhes sobre eles.

1. Glossário
Glossário nada mais é do que uma lista de termos de uma determinada área com os respectivos significados.

Se o seu negócio é um escritório de advocacia, por exemplo, vale a pena criar uma lista de termos jurídicos que as pessoas ouvem com frequência, mas não têm a menor ideia do que significam.

É o que fazem nossas clientes e sócias da Bulcão & Zeferino Sociedade de Advogados, que usam seus posts no Facebook para explicar termos jurídicos, muitas vezes, estranhos para sua audiência.

Dessa forma, elas entregam conteúdo útil, que está sempre atual, e demonstram sua preocupação em se aproximar do seu público.

2. Checklist
Esta palavrinha em inglês significa lista de verificações. Como o próprio nome já diz, serve para você checar se fez tudo o que deveria fazer.

Em marketing de conteúdo, trata-se de um artigo que apresenta um roteiro, um passo a passo. Um exemplo desse tipo de conteúdo evergreen seria algo como “10 passos para escrever um e-book de qualidade”.

3. Dicas de livros
Você já deve ter lido algum conteúdo com dicas de livros relacionados a um nicho específico de mercado. Em algumas áreas ou atividades, é possível também elaborar lista de filmes, vídeos etc.

Este é um tipo de conteúdo que gera muitas buscas e compartilhamentos. Além de elaborar a lista, não se esqueça de dar sua opinião como leitor e classificar os títulos de acordo com sua avaliação.

4. Guia para iniciantes
Ninguém nasce especialista em nenhum assunto, certo? Portanto, todo mundo já foi, é ou ainda será iniciante em determinada área do conhecimento.

Criar guias básicos com o objetivo de esclarecer as pessoas em temas específicos também é uma ótima maneira de elaborar conteúdo evergreen.

Conteúdos evergreen devem estar sempre atualizados

Embora este tipo de conteúdo tenha um prazo de validade maior do que os conteúdos noticiosos, pode ser que seus artigos e posts precisem de atualização de vez em quando.

Sempre aparecem novos livros que podem ser acrescentados à sua lista e termos que começam a ser utilizados em determinada área. Além disso, você pode descobrir, ao longo do tempo, que adequar a linguagem de um artigo pode ajudar a gerar mais engajamento, e assim por diante.

Essa atualização é importante não somente para mostrar para sua audiência que você está sempre atento às mudanças, mas também para melhorar o ranqueamento no SEO.

BÔNUS – Dicas de títulos para conteúdos evergreen
Independentemente da sua área de atuação e do conteúdo que vai produzir, lembre-se de usar títulos que lhe garantam visibilidade no Google e que chamem a atenção de sua audiência.

Confira essas dicas de títulos e adapte-os para os seus conteúdos evergreen:
– Como fazer/criar/produzir…
– Tudo o que você precisa saber sobre…
– Guia prático para…
– Aprenda a fazer… em 3 passos
– 10 dicas para…
– O que é…
– Por que investir em…

Agora conte pra gente como tem sido sua experiência com criação de conteúdo. Tem usado mais conteúdos evergreen ou noticiosos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *