Você sabe o que é Inbound Marketing?

Você sabe o que é Inbound Marketing?

A internet mudou completamente os métodos de trabalho em diversas áreas profissionais e no Marketing não foi diferente. Com a consolidação dos mecanismos de busca e das redes sociais, a elaboração de um plano de marketing passou a ser feito a partir de estratégias digitais.

Uma delas é conhecida como Inbound Marketing (ou marketing de atração) e tem características opostas às das campanhas do marketing tradicional (ou outbound).

Se em uma ação de marketing tradicional a intenção é alcançar o maior número de pessoas possível e contar que entre elas esteja o seu público-alvo, no Inbound Marketing o conceito é oposto: a campanha concentra-se em atrair apenas quem pertence ao público-alvo, intensificando a probabilidade de que se tornem clientes.

Como começar?
O Inbound Marketing é sustentando por três bases principais: Marketing de Conteúdo, otimização (SEO) e redes sociais. Podemos perceber que a qualidade do conteúdo produzido é fundamental nesta estratégia, já que será esse conteúdo o responsável por atrair os possíveis clientes – ou leads.

No entanto, antes de começar a produzir conteúdo é preciso saber para quem se está falando. Por meio de pesquisas com a base de clientes ou com o público-alvo de uma forma geral é possível criar o “cliente ideal”, conhecido dentro do ciclo de Inbound Marketing como buyer persona.

Após definir o perfil da buyer persona e começar a criar conteúdo de qualidade, chegará a hora de começar a captar leads. Você forneceu diversas informações gratuitamente em posts nas redes sociais e textos do blog, mas o conteúdo a seguir, mais elaborado, terá um custo: os dados de contato do visitante.

A jornada do comprador
Por meio de uma landing page, divulgada nas redes sociais e no site, oferecemos um e-book sobre conteúdos específicos relacionados aos serviços prestados pela empresa. Nesta página, colocaremos um formulário que o usuário deve preencher, com nome, e-mail e outras informações relevantes.

Desta forma, o visitante, que demonstrou interesse por assuntos relacionados à empresa, se torna um lead e poderemos começar a fazer abordagens diretas, por meio de e-mails marketing, oferecendo produtos e serviços e criando um relacionamento.

Esse relacionamento próximo, motivado pelo interesse em um assunto em comum, aumenta a probabilidade de que um lead se torne um cliente.

No entanto, a jornada do comprador não termina com a compra de um produto ou aquisição de um serviço: é preciso entender as necessidades desse cliente e atendê-lo forma personalizada, para que se torne um promotor da marca e a indique para outros contatos, reiniciando o ciclo.

Você já pensou em colocar a estratégia de Inbound Marketing em prática na sua empresa?
Conte para nós a sua experiência.

A internet mudou completamente os métodos de trabalho em diversas áreas profissionais e no Marketing não foi diferente. Com a consolidação dos mecanismos de busca e das redes sociais, a elaboração de um plano de marketing passou a ser feito a partir de estratégias digitais.

Uma delas é conhecida como Inbound Marketing (ou marketing de atração) e tem características opostas às das campanhas do marketing tradicional (ou outbound).

Se em uma ação de marketing tradicional a intenção é alcançar o maior número de pessoas possível e contar que entre elas esteja o seu público-alvo, no Inbound Marketing o conceito é oposto: a campanha concentra-se em atrair apenas quem pertence ao público-alvo, intensificando a probabilidade de que se tornem clientes.

Como começar?
O Inbound Marketing é sustentando por três bases principais: Marketing de Conteúdo, otimização (SEO) e redes sociais. Podemos perceber que a qualidade do conteúdo produzido é fundamental nesta estratégia, já que será esse conteúdo o responsável por atrair os possíveis clientes – ou leads.

No entanto, antes de começar a produzir conteúdo é preciso saber para quem se está falando. Por meio de pesquisas com a base de clientes ou com o público-alvo de uma forma geral é possível criar o “cliente ideal”, conhecido dentro do ciclo de Inbound Marketing como buyer persona.

Após definir o perfil da buyer persona e começar a criar conteúdo de qualidade, chegará a hora de começar a captar leads. Você forneceu diversas informações gratuitamente em posts nas redes sociais e textos do blog, mas o conteúdo a seguir, mais elaborado, terá um custo: os dados de contato do visitante.

A jornada do comprador
Por meio de uma landing page, divulgada nas redes sociais e no site, oferecemos um e-book sobre conteúdos específicos relacionados aos serviços prestados pela empresa. Nesta página, colocaremos um formulário que o usuário deve preencher, com nome, e-mail e outras informações relevantes.

Desta forma, o visitante, que demonstrou interesse por assuntos relacionados à empresa, se torna um lead e poderemos começar a fazer abordagens diretas, por meio de e-mails marketing, oferecendo produtos e serviços e criando um relacionamento.

Esse relacionamento próximo, motivado pelo interesse em um assunto em comum, aumenta a probabilidade de que um lead se torne um cliente.

No entanto, a jornada do comprador não termina com a compra de um produto ou aquisição de um serviço: é preciso entender as necessidades desse cliente e atendê-lo forma personalizada, para que se torne um promotor da marca e a indique para outros contatos, reiniciando o ciclo.

Você já pensou em colocar a estratégia de Inbound Marketing em prática na sua empresa?
Conte para nós a sua experiência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *